terça-feira, 22 de junho de 2010

Opostos

Resolvi Fazer mais um postagem hoje, pelo motivo do texto a seguir.


Por que tem pessoas que são tão próximas a gente, mas que tem o poder de nos torturar com seu jeito de ser?Por que elas conseguem nos irritar tanto?Por que mesmo nós conhecendo-as tão bem e elas me conhecendo bem, ainda conseguem me irritar? Como conseguem fazer com que eu fique triste, com que eu me sinta uma idiota que faz tudo errado, que não tem vontade para fazer as coisas, que sou maldosa?
Eu não entendo essas pessoas, mesmo eu as amando tanto, eu fico com raiva, eu fico... fico confusa. Como posso amar tanto, alguém que me irrita tanto?
Vivo me questionando. Será que todo mundo tem alguém na vida que aconteça tudo isso?
Queria uma resposta pra tudo isso.
Imagino que nós amamos mais as pessoas que nos irritam, do que as que fazem a gente rir o tempo todo, as vezes acho o contrario.
É incrível como minha melhor amiga consegue me irritar todo dia. é incrível como eu me irrito tão fácil com ela. É incrível como eu só consigo ficar minutos irritada com ela. É incrível o quanto eu a amo.
Como podem existir pessoas assim?
Amor e ódio, um é o complemento do outro, nada na vida é fácil, tudo necessita de que você tenha garra para vencer os obstáculos, tudo para ser completo precisa de seu oposto, a vida é como peças de um quebra cabeça, se todas as peças fossem iguais, não seria possível criar uma imagem, uma peça não poderia completar a outra.
Com isso, concluo que sem a irritação não existe a calmaria. É por isso então que vivo me irritando com minha amiga? Presumo que sim, porque depois de cada irritação, quando passa e vou falar com ela, parece tudo tão bem, até que me irrito novamente, mas isso? isso assim mesmo.

2 comentários:

  1. é sempre assim, HAHA. Beem lindo seu texto, hihi.
    beijos duda fofa <3

    ResponderExcluir